Isolamento 2020

Agora que a vida irá, aos poucos, retomar a sua normalidade (a única coisa que quero é andar a pé à vontade sem ter constrangimentos quantos aos sítios a que não posso ir), aproveito para fazer um balanço do que consegui fazer este mês e meio que passou:

Livros lidos: 6, em que um foi a Bíblia (era um objectivo que tinha há algum tempo, mas o volume do livro desmotivava-me)
Filmes vistos: 25 (não estou a contar o Netflix aqui)
Séries vistas: 1

Tinha saudades de jogar computador, e consegui tirar um dia inteiro só para isso. Bastou para matar as saudades, porque ainda não voltei a pegar nos jogos desde então, mas soube bem ter um dia assim, sem sentir que foi desperdício de tempo (não tinha mais nada para fazer, e não sei quando vou voltar a ter outra oportunidade destas).

Comecei um novo hobbie, algo numa área que já queria há alguns anos. Quando estiver um pouco mais robusta no assunto posso partilhar aqui.

Voltei a pegar na minha agenda física para me organizar, e que saudades que tinha disto. Estava só a usar o iPad e o Apple Pencil, mas queria muito ter um sistema que funcionasse para mim e que também integrasse a agenda, e estou super contente. Sinto que estou mais organizada e com a cabeça mais leve, porque tenho tudo escrito.

Dado que ainda irei continuar por casa, estou a aproveitar também para usar/terminar todos os produtos que gosto mas que acabo por já não usar muito: um creme que deixa a pele bem hidratada mas ao fim de umas horas fico mega oleosa (terminei hoje), uns vernizes que gosto mas por causa do trabalho não uso muito no escritório – na semana passada usei um coral, esta semana ando com glitter -, e as amostras, que já terminei quase todas (acho que vou ficar só com duas por enquanto, porque são bases e para já ainda são escuras para o meu tom).

No futuro quando olhar para esta época da minha vida, vou recordar a limpeza/triagem/renovação que estes tempos foram para mim. Só quer continuar focada desta maneira o resto do ano, pois estou muito satisfeita com os progressos que estou a sentir.

Já limpei …

. Documentos antigos (não queiram imaginar a quantidade que mandei para a reciclagem nesse dia, a sério);
. A gaveta dos medicamentos;
. Fotografias desfocadas, de listas, etc que tinha no Google fotos;
. O telemóvel (aplicações que não uso e as SMS);
. A coleção de acessórios (tinha óculos de sol partidos há dois anos e só agora é que tive coragem de os mandar para o lixo);
. O marido já vendeu coisas que já não usa, no OLX – os CTT agora têm um serviço, pelo qual poderão enviar parcelas sem terem de sair de casa)
. As duas caixas de correio que tenho;
. O meu Google Drive;
. O Facebook (grupos e amizades);
. As subscrições que estavam a cair no mail que nem sequer leio;
. Produtos de cabelo que expiraram.

Se isto do isolamento ainda estiver para durar, vou ficar vou limpar o quê depois?



Ficar em casa

Nossa! As coisas que eu tenho aprendido nestas últimas semanas! Estou em casa desde o dia 17 de Março, saindo só para os essenciais, que no meu caso tem sido só para ir ao supermercado e reciclagem.

Sempre quis a oportunidade de estar uma temporada em casa. Quando imaginava como iria ser a minha vida, o aspecto que pensei que ia aproveitar ao máximo era a oportunidade para ser MEGA produtiva. Como toda a gente, tenho uma lista de coisas que quero fazer “um dia”. Pois esse dia chegou, e ao fim de três semanas posso dizer que isto tem sido uma vergonha! Da minha lista que coisas que quero fazer acho que, até ao momento, ainda só fiz umas três (limpar as SMS do telemóvel, limpar o mail, terminar umas amostras e terminar de acabar de ler a bíblia – acabo só amanhã, mas já estou a celebrar).

Hoje (estou a escrever isto a 03.04.2020) fartei-me deste marasmo, até porque sei que me vou arrepender muito no futuro de não ter aproveitado mais estes dias, decidi dar uma revolucionada nisto: como eu funciono melhor a fazer listas à mão, escrevi tudo o que quero fazer, e arranjar uma aplicação do tipo Pomodoro (a Pomodoro define intervalos de 25 minutos, eu prefiro uma que eu possa definir o tempo, pois quero ciclos de 45 minutos), e agora vamos lá embora, porque acho que estou mais motivada para rentabilizar esta oportunidade que estamos a ter (uma das coisas que queria fazer era atualizar mais este cantinho, que com a prioridades do dia a dia, acaba por ir ficando para trás).

Quando terminar este período quero vir aqui e partilhar tudo o que consegui fazer neste período tão único pelo qual estamos todos a passar.